Migrant Mission: novas formas de articulação política sob uma perspectiva transnacional

Debate sobre as formas internacionalizadas de articulações proposto pelo Migrant Mission (MIM) dá voz à uma área secundária.

Através das falas dos professores Reginaldo Nasser (PUC-SP) e Bela Fedman (UNICAMP), a noite do dia 18 de agosto trouxe à tona alguns dos principais pontos para compreender, à nível internacional, o locus onde trabalham os movimentos. Durante a exposição do professor Nasser, foi ressaltado o apagamento de tais articulações.

Levando em consideração que formas originais e características da contemporaneidade de articulação condicionam o caminho a ser trilhado pelos países, é essencial avaliarmos como as diversas expressões e debates ultrapassam um traço construído social e politicamente: as fronteiras.

O professor ressalta o papel das corporações como objeto de lutas. No caso particular do Brasil, podemos ver que o conflito se relaciona ao envolvimento concomitante de muitos empresários na carreira política. Embora seja comum identificarmos os acontecimentos como únicos de certas regiões, foi levantada a emergência de uma diferente maneira de se ler tais questões, considerando os focos de conflitos como espaços internacionalizados, onde é perfeitamente razoável encontrar pontos semelhantes em outras áreas do globo.

Experiência que grande parte dos ingressantes em movimentos sociais têm, atualmente, se dá por meio de uma nova atmosfera. Um mundo imagético vem sendo formado, elemento que foi comentado durante o evento “Internacionalização de Movimentos Sociais”. As mídias possuem papel significativo na composição de determinadas narrativas.
Cada vez mais, os novos atores utilizam-se das mídias digitais para mobilizar, protestar, organizar e reivindicar causas dos mais diversos gêneros. O potencial cognitivo da imagem vem sendo abusado por muitos meios de comunicação; as imagens são usadas como instrumentos não somente de apoio à expressão verbal, mas de uma adulteração da verdade.

O evento, conduziu expositores e espectadores a uma conversa instigante em relação à fluidez e dispersão dos movimentos sociais, bem como sua relevância efetiva sobre o atual cenário internacional.